segunda-feira, 7 de outubro de 2019

AS ELEIÇÕES PARA CONSELHO TUTELAR PRECISAM ACABAR

AS ELEIÇÕES PARA CONSELHO TUTELAR PRECISAM ACABAR, pelo menos no atual modelo tem que acabar mesmo! Não concordas? Calma, leia este texto que te explico tudo. Gente, fui candidato ao conselho tutelar nesta eleição e fiquei chocado de como as coisas funcionam. Sou professor com dez anos de experiência e em todos estes anos sempre me senti desamparado quanto aos encaminhamentos ao Conselho Tutelar, este descontentamento não é só meu, é um descontentamento geral da população, tanto é que com argumentos de mudança cheguei perto da expressiva marca de 400 votos na minha microrregião de Porto Alegre o que é muito especial, porém isso não foi suficiente para lutar contra um sistema que mantem lá muitas pessoas que não deveriam estar. Pra ser bem simples o problema ocorre pois o voto ao conselho é 1. Distrital; 2. Facultativo; 3.Em cinco candidatos. Individualmente nenhum dos três casos é ruim, porém todos juntos formam uma receita venenosa que impede o Conselho Tutelar ser aquilo que deveria ser conforme a lei 8.069: Um órgão autônomo em defesa das crianças e adolescentes. Preste atenção ao que vou dizer:

I- É Proibida a prática de “chapas”, porém quase todos que foram eleitos (aparentemente) formaram essas chapas de forma clandestina e com isso multiplicaram seus votos, explico: quando uma chapa clandestina é formada cada eleitor de um candidato é induzido a votar nos outros quatro da chapa multiplicando o voto de todos, então se cada um da chapa fizer apenas 200 votos, com a multiplicação do voto em cinco candidatos da chapa clandestina todos eles chegam ao número "mágico" de 1.000 votos e se elegem (veja a imagem e reflita). Para solucionar este problema basta acabar com esta coisa de “votar em cinco”, tem que ser cada eleitor votar no seu candidato e pronto.

II – Conforme a lei o voto para o conselho é distrital para que a própria população da comunidade valide as candidaturas por meio do voto, porém isso só ocorre no mundo encantado, pois no mundo real a coisa é muito mais suja. Eu explico: Vence quem tem mais capacidade de mobilizar pessoas para ir votar. A prática do cabresto é o que impera! Dizem que tem candidato que leva até gente de ônibus! Tudo isso é proibido, claro, mas sei de relatos bem piores, disseram que teve gente coagida a votar sob ameaças de perder benefícios sociais como bolsa família, vagas em creche etc. No geral são grupos religiosos que fazem essa mobilização, como foi noticiado pela mídia “uma guerra entre católicos e evangélicos”, não vou fazer como muitos que estavam sendo preconceituosos e desqualificando as pessoas quanto suas religiões, NÃO! Eu não penso assim. O que acho absurdo é a pessoa ter que entrar para uma igreja para disputar um cargo público com chances reais, isso é um absurdo! O estado deve ser laico! Como resolver isso? Proponho que o voto deixe de ser distrital, e que a eleição seja online por meio de biômetra facial usando site\aplicativo do próprio TRE no período de uma semana.

Gente, o resultado foi o que está na imagem. NÃO ESTOU ACUSANDO NINGUÉM DE NADA! Como filósofo, estou fazendo aquilo que aprendi com Sócrates: Plantar dúvidas. Pense com a própria cabeça e cheguem às próprias conclusões. Não sou adepto de textões, mas precisava fazer esse desabafo. O SISTEMA É QUE TEM QUE MUDAR! *Compartilhe, curta, espalhe* (Professor e Filósofo Fabio Goulart)

Nenhum comentário:

Postar um comentário