quarta-feira, 7 de maio de 2014

Patrulha do Consumidor: Cirurgia veterinária passou de R$1000,00 para R$1644,00 sem aviso

O segundo caso (a partir dos 15:25) se refere a minha esposa Josemara De Anhaia Homen, Levamos nossa cachorra no veterinário, desde o início avisamos que não poderíamos passar de R$1000,00. pois este era o limite de nosso cartão e não teríamos mais dinheiro algum. Tanto a atendente quanto o médico foram enfáticos em dizer que não passaria deste valor e fomos inclusive convencidos a fazer um ultrassonografia, o médico chegou a falar para minha esposa que a cirurgia custaria R$500,00 e que mesmo com a medicação e consulta caberia em nosso limite, por isso mesmo aceitamos fazer o procedimento. Ou seja, o orçamento prévio verbal era de que não passaria de R$1000,00. O médio fez questão de tranquilizar referente a valores e procedimentos. O serviço foi bem feito e nossa cachorra está bem, todos os 10 filhotes morreram, porém isto não está sendo questionado. O problema é que na hora de pagar apresentaram uma grotesca conta de R$ 1674,38!!! Como previsto nosso cartão passou apenas R$1030,00... A lei diz que o orçamento prévio deve informar valores de todos serviços e produtos, se soubéssemos que o valor poderia extrapolar a casa dos R$1600,00 teríamos buscado outro lugar para o tratamento. Para piorar a empresa alega que minha esposa teria assinado um papel que explicaria esta situação, porém não emitiu copia deste documento no ato, aliais, este documento não tem valor legal, pois foi assinado sob forte emoção e em contradição com o acordo verbal (outro desacordo com a lei)... Assista o vídeo a partir dos 15:25 e entenda mais... Eu, Fabio Goulart, vou informar a todos sobre o prosseguimento do caso... http://entretenimento.r7.com/programa-da-tarde/video/patrulha-do-consumidor-motorista-e-cobrado-por-guincho-que-nao-solicitou-536a82b20cf29f2900acc5a9/



Nenhum comentário:

Postar um comentário