quarta-feira, 23 de abril de 2014

Theodor Adorno: Elitismo, Lixo Cultural & Coisas do Espírito

Algumas pessoas entendem a Filosofia como religião e muitas vezes querem colocar-se acima de qualquer saber, "além do bem e do mal", tratando tudo de maneira elitista e egocêntrica.

*Obs.: AUMENTE O SOM DE SEU EQUIPAMENTO NA PARTE FINAL DO VÍDEO POIS O ÁUDIO FICOU BAIXO. PEÇO DESCULPAS...

Se dizendo "deuses" com poderes julgadores, simplesmente descartando opiniões e concepções de filosofia distintas das suas.

Enxergando tudo com certa superioridade intelectual e cultural, a ponto de arrogar para si o direito de eleger o que é: "o lixo cultural" e o que não é.

"Quem interpreta, em vez de simplesmente registrar e classificar, é estigmatizado como alguém que desorienta a inteligência para um devaneio impotente. Ser um homem com os pés no chão ou com a cabeça nas nuvens, eis a alternativa. (...) Para o purismo científico, qualquer impulso expressivo presente na exposição ameaça uma objetividade que supostamente afloraria após a eliminação do sujeito, colocando também em risco a própria integridade do objeto. (...) Na alegria contra as formas, a reflexão sobre as coisas do espírito torna-se privilégio dos desprovidos de espírito." (T. Adorno - Notas de Literatura I)

**Obs2.: Agradeço ao amigo Fabio Fleck por este post original e ao inimigo Jeverton dos Santos que foi a "musa" inspiradora...

-------------------------------------
Blog: http://www.filosofiahoje.com/
Face: https://www.facebook.com/FilosofiaHoje
Twitter: http://twitter.com/fabiogoulart_gt
Google+: https://plus.google.com/u/0/103330374230250663726
You Tube: http://www.youtube.com/user/FilosofiaHoje/
-------------------------------------

-Vídeo do Vlog 100% original
***Tudo sob licença padrão do YouTube

Comentários
2 Comentários

2 comentários:

  1. http://revistacult.uol.com.br/home/2010/03/acordes-contra-a-barbarie/

    ResponderExcluir