quinta-feira, 27 de março de 2014

Quanto mais útil ou pragmático aos olhos do sistema um pensamento pode ser, mais pobre ele se faz para o ser humano. - Fabio Goulart


Para muitos Karl Marx está fora de moda, eu discordo. Embora não acredite que uma revolução comunista ortodoxa ou que um messias de esquerda possa nos “salvar”, os conceitos marxianos de ‘trabalho estranhado’ e ‘sujeito alienado’ são mais atuais do que nunca. Eles nos mostram que na lógica do progresso econômico do liberalismo ser excluído do mercado de trabalho é uma forma de estar mutilado na vida em sociedade. Ao mesmo tempo os que trabalham, trabalham sobre a possibilidade de substituição sempre presente. “A substituibilidade é o veículo do progresso e, ao mesmo tempo, da regressão” dizia o marxista Theodor Adorno, para ele este “progresso” fez com que a fantasia ficasse atrofiada na mente humana. Nós enquanto espécie mostramos a superioridade de nossa razão com a divisão do trabalho e a vida em sociedade, porém caímos em novas formas de horror e barbárie que seriam impensáveis na natureza. Julgo que acabamos por passar de um estado de “liberdade natural” para um estado de “dominação determinada e necessária”. Por que fizemos isso? Por conforto, controle e progresso. O problema disso é que “o progresso bem-sucedido é o culpado de seu próprio oposto. A maldição do progresso irrefreável é a irrefreável regressão.” Assim sendo: Quanto mais útil ou pragmático aos olhos do sistema um pensamento pode ser, mas pobre ele se faz para o ser humano. Estou desempregado e sei bem o que é isso. (Filósofo Fabio Goulart da Página Filosofia Hoje)


Comentários
4 Comentários

4 comentários:

  1. Muito bom esse post, semana passada tinha visto um vídeo recente muito bacana sobre alguns pontos do consumismo e de economia, nesse vídeo tinha muitos conceitos de Marx, como alienação, fetichismo e reificação do trabalhador. Infelizmente o “sistema” faz à grande maioria se adaptar nesse fluxo continuo de evolução, sempre tratada como uma hierarquia de poderes, criando diariamente uma competição de habilidades, competências e experiências, e tudo para favorecer o consumo e aumentar da economia.

    ResponderExcluir
  2. Muito bom esse post, semana passada tinha visto um vídeo recente muito bacana sobre alguns pontos do consumismo e de economia, nesse vídeo tinha muitos conceitos de Marx, como alienação, fetichismo e reificação do trabalhador. Infelizmente o “sistema” faz à grande maioria se adaptar nesse fluxo continuo de evolução, sempre tratada como uma hierarquia de poderes, criando diariamente uma competição de habilidades, competências e experiências, e tudo para favorecer o consumo e aumentar da economia.

    ResponderExcluir
  3. WOW just what I was looking for. Came here by searching for vermont seo - weebly.com,

    ResponderExcluir
  4. An impressive share! I've just forwarded this onto a colleague who was doing a little research on this.
    And he actually bought me dinner simply because I
    found it for him... lol. So allow me to reword this.... Thanks for the meal!!
    But yeah, thanx for spending some time to discuss this matter
    here on your site.

    Here is my blog post :: vermont seo ()

    ResponderExcluir