sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

O ódio que se afirma no ódio

Tem um pessoal ai, que diz que racismo, homofobia, misoginia não existem e que movimentos sociais, são grupinhos que só se fazem de coitadinhos. É exatamente isso que o opressor pensa e quer fazer todos pensarem. Esse tipo de gente também diz que suas vítimas ‘se fazem de coitadinhos’... coitadinhos vagabundos que sofrem porque querem, por que escolheram um tipo de vida que deve ser punido. Os opressores querem que ninguém reflita sobre a origem do preconceito, da violência e do ódio, pois sabem que qualquer investigação rasa sobre isso apontará para seus rabos. Pois é... talvez, nenhum movimento social ‘mude nada’, mas pelo menos tentam fazer algo pelo ser humano e pelo menos ainda temos alguns que pensam nas vítimas. (Filósofo Fabio Goulart & Crítico Fábio Fleck – Da página Filosofia Hoje)

Nenhum comentário:

Postar um comentário