quarta-feira, 9 de outubro de 2013

Marxismo em Benjamin

Reduzir o pensamento de Benjamin a uma corrente filosófica é ingenuidade. No entanto, dizer que Marx não está ali presente, afirmado e negado ao mesmo tempo, é sinal de total desconhecimento sobre o poder messiânico da filosofia benjaminiana. Segundo suas próprias palavras, "O meu pensamento está para a teologia como o mata borrão para a tinta. Está completamente embebido por dela. Mas se o mata borrão mandasse não restaria nada daquilo que é escrito". ‘Mutantis mutandis’ isso se aplica ao caso do marxismo no pensamento do filósofo do anjo. (Filósofo Jeverton Soares Dos Santos – Da página Filosofia Hoje )

Nenhum comentário:

Postar um comentário