segunda-feira, 9 de setembro de 2013

Funk é Música ?



Podcast onde o filósofo Fabio Goulart conversa sobre o Funk Carioca com músico Fabio Fleck. Será que o este funk pode ser chamado de "música"? e de "arte"? o que é música? O que podemos dizer do funk como movimento de expressão cultural? Estas e outras questões são informalmente aqui abordadas para você ouvir, refletir e comentar... Está aberto o momento para dialogarmos sobre tal polêmico assunto...

-------------------------------------

Blog: http://www.filosofiahoje.com/
Face: https://www.facebook.com/FilosofiaHoje
Twitter: http://twitter.com/fabiogoulart_gt
Google+: https://plus.google.com/u/0/103330374230250663726
You Tube: http://www.youtube.com/user/FilosofiaHoje/ (vc está por aqui hehehe)

-------------------------------------

-Vídeo do Vlog 100% original
***Tudo sob Creative Commons - Uso não-comercial 2.5 Brasil License. http://creativecommons.org/licenses/by-nc/2.5/br/

Comentários
2 Comentários

2 comentários:

  1. A coisa é música, é arte. Como pode ser visto aqui: http://en.wikipedia.org/wiki/Music

    O objeto em questão possui todas as propriedades dadas. O que geralmente não é visto é que a música é um objeto um pouco mais complicado - Guerino Mazzolla fez uma ótima representação: O cubo topológico da ontologia musica: http://books.google.com.br/books?id=HH4mVt--UsYC&lpg=PR3&hl=pt-BR&pg=PA8#v=onepage&q&f=true

    A música contem todos os elementos do dado cubo, o problema - e o que confunde muita gente nesse julgamente de "o que é música" é que geralmente querem julgar algo como não música porque alguma dessas propriedades é desagradável.

    O que é um carro? O carro não tem pintura, carro sem pintura é feio. Isso quer dizer que ele deixa de ser um carro? A inexistência de um elemento "taken for granted" na sua definição de música ou até mesmo a existência de algum elemento desagradável não faz com que a coisa seja menos música.

    Uma melhor construção seria: "Será que o funk é uma música com N características agradáveis?"

    ResponderExcluir
  2. Olá Gustavo. É quase isso. Mas na verdade a separação que é feita ai no padcast é da arte e da música técnica. Repare que escutamos duas opiniões distintas sobre o assunto. O funk atual não pode ser considerado música tecnicamente, mas é arte, pois não podemos definir, ou limitar a arte tecnicamente. A técnica a qual me refiro, são conceitos básicos para se aprender e executar a música que são: Harmonia, Melodia e Ritmo. Sem isso não pode ser música. É qualquer outra coisa menos música. Mas como disse, é questão técnica e não de arte. A arte é individual e você pode definir arte como quiser, seja bom ou ruim vai depender de como você recebe isso. Porém, sem ritmo, harmonia e melodia, você não pode aprender música, nem a tocar nenhum instrumento musical. Porém pode fazer arte sem problema algum. Já o conceito de arte e de música da Wikipedia, infelizmente não é uma boa, pois ambas são muito mais que isso.

    ResponderExcluir