sábado, 7 de setembro de 2013

Adorno, lendo Kafka, sublinha que nos textos kafkanianos, "cada frase diz: interprete-me; e nenhuma frase tolera a interpretação". Mutatis mutandis esta ideia se aplica à democracia liberal. Ela diz em todo momento: proteste! Mas nenhum regime liberal tolera qualquer oposição. Como nos textos de Kafka, a monstruosidade vivida pelos personagens( de algum protesto) é encarada de maneira natural( pela imprensa liberal). (Filósofo Jeverton Soares Dos Santos)

Nenhum comentário:

Postar um comentário