domingo, 11 de agosto de 2013

Tim Maia tem razão. O Brasil é um lugar engraçado. Aqui, segundo suas palavras, prostituta tem orgasmo, cafetão sente ciúmes, traficante se vicia e pobre é de direita. Sobre esta predisposição de pobre ser de direita, eu não culpo tanto quem é assim. Pois afinal, sou pobre e sei como o acesso ao ensino público é precário. A educação pública é ruim, e não por culpa dos professores obviamente. Eles fazem o que devem com o que podem. De qualquer forma, fico chateado em ver tantas pessoas que vivem do trabalho defenderem o sistema que as subjugam. É o famoso e curioso fenômeno da escravidão voluntária. O indivíduo renuncia a possibilidade de ser sujeito em nome do sacrifício coletivo. Por isso que a música Tempo Perdido de Renato Russo é atual. Sabe qual a diferença entre escravidão involuntária e a voluntária? É que trocaram as correntes por salário. (Filósofo Jeverton Soares Dos Santos)

Nenhum comentário:

Postar um comentário