sábado, 21 de janeiro de 2012

Luiz Carlos Prates falando Merda ao vivo e sendo ovacionado pelo povo.




Tenho um comentário sobre Luiz Carlos Prates... Falou um monte de merda com tom de autoridade, mas digo: Quem fala como autoridade e fala merda, a merda tem o dobro do peso... Irrecuperável é mídia e o jornalismo brasileiro. Acho que ele tem assistido muito BBB.

Sou professor de filosofia FASE (antiga FEBEM de Porto Alegre) sim, minha missão é fazer com que menores infratores reflitam sobre a realidade e o mundo... Sobre a lei 12.594(Sinase) tenho a dizer que Não tenho ainda uma opinião formada sobre o assunto, mas posso lhe dizer é que quando você está lá frente-a-frente com eles, percebe que no fim das contas são só crianças. Cometeram atos repudiáveis pela sociedade , mas são só crianças(se tivessem matado alguém da minha família...mesmo assim seriam só crianças), não precisam de cadeia, precisam ser educados, o Estado precisa lhes dar condições de um futuro melhor, pois o passado e o presente deles já está perdido.

Com exceção de uma pequena minoria que tem sérios problemas psicopáticos... Foi o próprio Estado que lhes corrompeu e lhes transformou em bandidos. Cabe a esse mesmo Estado lhes reeducar e, mais do que isso, lhes dar condições e possibilidades para um mundo melhor.

Claro que cada um escolheu seu caminho e que deve "pagar" pelos seus erros. Mas esse falso moralismo cristão nunca nos levou a nada! (ops..nos levou à Idade Média). Além disso a lei em questão é para beneficiar inocentes!!! Os filhos dos "bandidos" que são inocentes! Inocentes em situação de risco e que se o Estado permanecer omisso provavelmente seguirão o caminho bárbaro dos pais.  

Fica fácil para o povo ouvir um velho rabugento falando cheio de alfafas na boca como se fosse o dono da verdade, mas a verdade não tem dono não. Luiz Carlos Prates é um decadente... tenho pena dele. Mais pena dele do que das vítimas feitas pelos menores em seus crimes.

Luiz Carlos Prates é a voz do sistema falido... o porta voz da péssima nova... o homem que quer que os filhos dos menores infratores sigam o mesmo caminho dos pais...é o homem que quer que a velha ordem seja mantida... é o homem que quer a ruina do futuro dos pobres e dos que cometeram crimes...

No dia que curar ódio com ódio for a solução Luiz Carlos Prates será deus e o “jornalismo verdade” será uma religião.

Luiz Carlos Prates é a voz do Brasil.

Mas onde está o povo ovacionado? Não vieram, ficaram em casa curtindo as redes sociais e compartilhando para um sistema cada vez mais decadente.

Comentários
13 Comentários

13 comentários:

  1. parabéns!! até que ainda encontramos pessoas atentas aos dircursos retrogados. Tenho certo receio de como um simples comentário pode refletir no posicionamento político e social das pessoas. Este senhor pertece a velha ordem, como bem o senhor mencionou, de família culta, que não teve que passar por situações que a maioria do povo passa. Inclusive, muitos que aceitam este tipo de discurso "progressista", são pessoa comuns.

    ResponderExcluir
  2. Luiz Carlos Prates se revolta com prioridades de bandidos. Sendo que muitos cidadãos honestos não tem os mesmos direitos. Penso que devemos analisar melhor suas palavras e intenções. Não acredito que ele queira emburrecer a população mas sim que haja punição adequada para os crimes, e que cada um pague pelo seu. A educação é o princípio de tudo, mas é preciso haver interesso próprio. É impossível educar alguém que não queira. Temos escolhas na vida. E essa liberdade de escolha nos torna autores no palco da existência. Como experiência própria posso dizer que muitos passam por coisas difíceis na vida e tem tudo para dar errado, porém são mais fortes e superam com dignidade . E é pensando diferente que isso é possível de acontecer. O governo tem muita culpa pela escassez de educação neste país, mas não podemos simplesmente fazer "coisas erradas" e depois culpar o governo que tudo se resolve. Ninguém aprende desta forma. Temos de arcar com as consequências de nossos atos. Parafrasendo Blaise Pascoal: O que leva um homem a lançar-se à guerra e outros a evitá-la é o mesmo desejo, embora revestido de visões diferentes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A prioridade neste caso são para os filhos do bandido, ou seja, para inocentes!!!!!!!!!!! Se vc chegou a escrever em "prioridade para bandido" isso já prova a clara intenção do Parastes em manipular a opinião publica.

      Excluir
  3. Tens razão 5a182eb2-57db-11e1-8e69-000bcdcb8a73 ... Porém julgo que Luiz Carlos Prates nãos estava revoltado por isso não. Estava "fazendo cena" para aumentar a audiência de seu programinha de tele jornalismo de baixa qualidade. Usar o tipo de de argumento que ele usou é apelar à emoção dos telespectadores, que em sua maioria são trabalhadores honestos e que tiveram força suficiente para não fazer as coisas erradas. Isso não é uma postura correta para um jornalista, isso é populismo barato... o que me deixa mais triste é saber que este tipo podre de jornalismo se auto denomina de "jornalismo verdade"... A questão não é culpar o governo, mas temos que admitir que ele abre brechas para que pessoas fracas comentam crimes, mas essa não é a questão . A questão é que essa nova lei vem para tentar fazer com que os filhos dos menores infratores não sigam o mesmo caminho dos pais. Uma lei louvável afinal eles estão mais suscetíveis a isso. Significa que o governo dá prioridades a eles pois admite que estão em situação de alto risco. O mesmo acontece na emergência de um hospital: pacientes em estado grave são atendidos primeiros. Isso é compromisso social.

    ResponderExcluir
  4. Fábio, afirmar que o Estado está na gênese do crime implica em dizer que o crime não é anterior ao Estado. É falaciosa esta suposição. Dizer que o Estado tem politicas insuficientes de inclusão social é outra coisa. Não sei como resolver o problema da delinquência, mas o pensamento judaico do não matarás não me parece superado. Não me parece burro. A lei, seja ela apenas moral, é fenômeno social tão antigo quanto a humanidade e ninguém conseguiu provar que ela é desnecessária. Cumpramos a lei, portanto. Mais: há o sociopata, e este, ate onde a ciência cartesiana alcança, é irrecuperável sim. Como tratar este assunto?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo @Blog do Pedrão é falaciosa. Mas num estado mais igualitário temos menos crimes e isso não é teoria, é fato, basta olharmos os índices de crimes países como Dinamarca, Suécia e Noruega. Por isso afirmo que o Estado Brasileiro tem politicas insuficientes de inclusão social e que a lei 12.594(Sinase)é um ótimo projeto neste caminho e não merece criticas baixas e tendenciosas como as feitas por Luiz Carlos Prates. Sociopatas são minorias mas são problemas graves, a Dinamarca que diga. Vou lhe contar um exemplo de um aluno aqui da FASE que foi aprendido por matar mais de 10 pessoas, isso aos 12 ou 13 anos de idade. Como aluno é ótimo, é crítico, criativo e educado, mas é uma sociopata irrecuperável. O estado vai tentar deixa-lo na FASE até os 18 anos, e o judiciário vai cruzar os dedos torcendo que ele seja assassinado por algum familiar das vitimas antes de voltar a matar. Isso é horrível? Sim é horrível! Mas é assim que o Brasil e suas lei feitas por políticos cooperativistas trata estes tipos de casos. Acho que para casos assim deveriam existir leis específicas, mas como defender isso frentes aos ideais de igualdade jurídicas defendidos na constituição? Não tenho resposta.

      Excluir
  5. Henrique kuhl schuindt9 de novembro de 2012 12:38

    O Prates nada mais é do que a voz do trabalhador, seja ele rico ou pobre, bandido não tem direitos, simplesmente porque não respeita o direito dos outros, o mau do brasil é essa merda dos direitos humanos, que em um assassinato vai garantir o direito do assassino, enquanto a família da vítima que se dane. A lei protege vagabundos, e ainda assim há idiotas do lado dos vagabundos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vc tem razão! Ele é voz do trabalhador, seja rico ou pobre, desde que seja alienado e cúmplice da ordem social. Você é um amante do estado de barbárie... será que vc não consegue enxergar que é justamente esse tipo de pensamento que alimenta a violência urbana? O assassino do assassino é um assassino.

      Excluir
  6. Tenho que discordar com o autor do post, pois existem crianças que independente do nível de educação que receberam ainda sim cometem delitos, é o caso das psicopatas que possuem um desvio de personalidade gerada pela ausência de emoções e empatia em decorrência de um sistema límbico falho ou inadequado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo plenamente com o que você disso. Nossas premissas não são excludentes.

      Excluir
  7. Muito bom Prates. Gostaria de contribuir dizendo que; quem descorda do Prates é um ingênuo, acredita que o ser humano é bom. O ser humano é mal e nasce mal, a sociedade impõe suas normas para tentar manter uma ordem suportável. Deixe um grupo de crianças de 2 anos de idade juntas,sem a presença visível de adultos, espalhe brinquedos em menor numero do que de crianças, e verá se iniciar uma verdadeira guerra. A ingenuidade é um mal a ser combatido.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Claro que o Prates tem razão seu Anônimo de merda que não tem a coragem de botar sua identidade no comentário pra não se passar por idiota. Nas indiretas do vídeo o cara ta falando que filho de bandido tem que ser tratado como bandido previamente pois vai se tornar bandido. Claro que tem razão! Assim a criminalidade nunca acaba sempre vai ter sempre emprego para velhos gagá como ele ficarem fazendo comentários idiotas como este para ser ovacionado por um povo ainda mais idiota como vc que se acha "esperto". Ser ingenuo e ser um idiota burro como você e se achar espertalão. Vê se toma vergonha nessa cara e vai terminar o mobral...

      Excluir
  8. Olá Fábio! a postagem é antiga mas o debate continua sendo o mesmo, até porque Prates ainda está ocupando um troninho televisivo. Concordo plenamente com você, e tenho esperanças que tenha mais gente do que imagino que também concorde. Prates é um cara que usa de discurso amador, proveniente exclusivamente do senso comum. E não me admiro com a fama que ele tem, pois lá está ele pela mesma forma como políticos demagogos também sobem ao poder: por meio de discursos amadores e de senso comum. Atento também para a cegueira política que ele tem. Dá pra perceber que ele lambe a direita. Não sou partidarista, mas dá nojo a sua forma de tratar os comentários, sempre parciais. Para ele o Governo Federal é um lixo porque é do PT. Mas o Governo Estadual de Santa Catarina é maravilhoso, sempre, porque não é PT. Simples assim. Esses dias assistia eu ao Jornal do SBT, sendo que o destaque das notícias era a CPI do Asfalto em Chapecó-SC. A CPI investigava o uso da máquina pública para a promoção eleitoral por parte do governo (PMDB). Fiquei esperando qual seria o comentário final dele, pensando que desta vez ele não escapava, teria de comentar algo da falcatrua praticada pelo governo chapecoense. Pra minha surpresa (ou não) ele comentou acerca de um estudante "vagabundo" que perdeu a hora do vestibular. Caramba.... super relevante o comentário dele, né? Imagina só se ele iria comentar o que os "vagabundos" de Chapecó fizeram com o dinheiro público em Chapecó... certamente que não, pois são do PMDB, os protegidos "jornalisticamente" por ele. E cara, vou te contar... dá vontade de rir do desconforto visível da colega âncora dele, depois que ele fala asneiras. A mulher não sabe onde se enfiar!!!! Foi meu desabafo.

    ResponderExcluir