quinta-feira, 10 de novembro de 2011

Protestos na USP

absurdos violência maconha USP filosofia
Confesso que não queria escrever nada sobre o assunto. Mas já que perdi muito tempo nas redes sociais em conversas inflamadas sobre os fatos ocorridos...Lá vamos nós...
                Parti de uma posição ingênua sobre o assunto e em pouco tempo estava do lado da mídia defendendo atitudes violentas se fossem necessárias. Chamei de “Playboy chorões”  os colegas estudantes de  filosofia da e criei uma rede de falácias tentando defender minha fraca opinião.
                Admito fui reacionário e que compartilhei imagens de impacto como o Capitão Nascimento dando tapa na cara de estudante maconheiro e coisas do tipo...
                Mas diálogos com figuras como Adriano Bueno Kurle  e Valéria Paim abriram minha mente, me tiraram da cegueira e permitiram criar um juízo mais “filosófico” sobre o assunto.
“Criticar e defender seu posicionamento, mesmo enquanto minoria é uma atitude louvável e que deve ser repetida quantas vezes forem necessárias. Mas quando isso começa a prejudicar os outros é sinal que o caminho tomado foi equivocado. Chega de Violência sem motivo, o Brasil não precisa disso.”
By Fabio Goulart, Porto Alegre 2011.




Nenhum comentário:

Postar um comentário