sábado, 26 de novembro de 2011

O Ser Escola e o Ser Professor


                 A Escola não é a teia em si, ela é apenas uma parte, a parte responsável por servir de receptor das diversas vivências de alunos e professores e com isso formar pessoas que não somente sabem alguns conteúdos, mas podem ser “seres agentes” na sociedade em que vivem. Mas como é possível cumprir esta função?
                 A Escola enquanto instituição vai muito além dos muros de si mesma. Ela é todo seu entorno, é o interesse de todas as partes envolvidas na construção e amarração da teia chamada educação. Neste sentido poder-se-ia dizer que a Escola não é, ela se dá a partir de sua função social. Ao contrário de épocas passadas, ela não pode pendenciar para nenhum lado como a igreja ou o governo por exemplo. A única maneira desta imparcialidade ser mantida é através da figura do professor, que surge como o fiel da balança entre vontades e desejos particulares de indivíduos e instituições, frente às vontades e desejos públicos de Estados e Nações. Ou seja, está nas pequenas patas dos professores aranhas segurar todo esse peso da teia e evitar uma queda catastrófica no abismo das verdades absolutas, ou do relativismo total.

Nenhum comentário:

Postar um comentário